terça-feira, 6 de março de 2012

Pensando em voltar ao Brasil?

Folha.com publicou hoje uma série de artigos sobre as dificuldades que brasileiros imigrantes e expatriados enfrentam ao voltar ao Brasil. Segundo o jornal, enquanto mora fora a pessoa tende a idealizar a própria terra. No entanto, ao retornar ao Brasil, além da dificuldade de readaptação, alguns enfrentam até depressão. 


Num dos artigos, a psicóloga Kyoko Nakagawa, coordenadora do projeto Kaeru de reintegração de crianças que voltam do Japão, diz que a adaptação em um país estrangeiro se dá em seis meses, mas a readaptação ao país de origem demora dois anos. 

Abaixo, os links para os artigos da Folha.com:

Para quem está retornando, a “Cartilha: Brasileiras e Brasileiros no Exterior - Informações Úteis”, lançada pelo Itamaraty em 15 de janeiro de 2008, contém um capítulo entitulado "Voltando ao Brasil", com dicas que visam ajudar imigrantes e expatriados na reintegração ao mercado de trabalho brasileiro. Vale a pena conferir. Alguns dos tópicos abordados na cartilha são:






Boa sorte!


.

7 comentários:

Inaie disse...

eu nao vou tere sse problema nao...nem penso em voltar!

banzai disse...

oi Cláudia,
como vai? muitos bons os 3 primeiros links, li e gostei bastante. Eu já li a tese da prof. Kyoko Nakagawa e ela vem com uma certa frequência ao Japão para dar palestras em várias províncias. Tenho colegas que foram embora na crise de 2008, alguns querendo voltar, e outros tantos estão trabalhando e tocando a vida no Brasil. De um modo geral cada um passa de uma maneira muito particular e em seu próprio tempo a readaptação. Aqui, quem sofre com idas e vindas do Japão ao Brasil, são principalmente as crianças, vejo jovens que estudam numa escola japonesa por exemplo, não são fluentes nem no japonês e muito menos no Português, isso que é triste de acompanhar.
É um assunto pra mais de horas...
abração
madoka

Claudia Storvik disse...

Ola, Madoka. Obrigada pelo comentario. A questao das criancas que sao educadas no Japão eh realmente dificil. Ja fui contatada por jovens que cresceram no Japão e voltaram ao Brasil para fazer o exame do ENEM e tentar entrar numa universidade brasileira. Segundo eles, as escolas brasileiras no Japão não são reconhecidas pelo governo japonês, o que reduz suas oportunidades, alem do fato de faculdade ser muito cara lá. A maioria tem um grande choque cultural ao se mudar para Brasil, o que cria ainda mais dificuldades nessa fase crucial de suas vidas. Um abraco, Claudia

banzai disse...

oi Claudia,
O que é mais bacana é ouvir relatos que vão contra teses taxativas de que é difícil, do choque cultural das crianças que voltam pro Brasil. Eu ouço relatos de jovens que foram embora pro Brasil, alunos que estudaram a vida toda no Japão em escolas Japonesas, tanto do ensino fundamental ao ensino médio. E não pensam em voltar pra morar aqui no Japão tão cedo e querem continuar a estudar no Brasil, se sentem mais livres, num ambiente mais descontraído sem muita presssão. No inícío vai ser difícil, mas com dedicação vai conseguir. Na outra contramão ouvi relato de uma menina brasileira, sem ascendência japonesa, estudou numa escola internacional no Japão, e quis prestar universidade no Japão, o professor da escola japonesa disse que ela não conseguiria passar no vestibular duma faculdade pública. Ela estudou e passou. Contrariando todos os prognósticos, por isso nunca diga que não é possível pra um aluno. Cada um passa de uma maneira muito particular e e seu próprio tempo a readaptação. Obrigada pela reflexão. um abraço
madoka

Claudia Storvik disse...

Muito importante divulgar essas historias tambem, Madoka. Obrigada. Com forca de vontade e trabalho tudo eh possivel! Um abraco, Claudia

Taty Akemi disse...

Ola,Claudia. Estava fazendo uma pesquisa sobre apatridas e acabei achando seu blog. Li algumas materias e achei muito interessante. Nasci no Brasil, mas vim para o Japao quando crianca, hoje sou casada e tenho um menino de 3 anos e meio. Minha adaptacao foi um pouco dificil, visto que na epoca nao havia tantos brasileiros como hoje em dia. Mas depois de 6 anos aqui retornei ao Brasil(sozinha, a passeio)e foi um grande choque pra mim. sao muitas coisas que seria legal relatar, mas vou ficar por aqui. rs Em relacao as dificuldades, creio que todos tem quando retornam, mas creio que a conscientizacao da familia conta muito. Tive experiencias muito dificil, mas eu sobrevivi gracas a Deus. Hoje eu falo japones, ingles , 'portunhol' e o portugues(apesar de que provavelmente devo matar ele quase todos os dias... rs) Umas das coisas que uma japonesa me disse, e ela tem razao, muitos pais estao querendo ficar aqui,(no caso do Japao), e tem adquirido casa, e casa grande, mas nao tem pensado na educacao dos filhos. e infelismente a grande maioria nao tem mesmo. Como a madoka disse, muitos jovens e adolescentes nao dominam o japones, falam mal o portugues, nao dominam nenhum dos idiomas... Eh triste ver que muitos poderiam alcancar muito mais, e nao alcancam...
Por isso eh muito importante a conscientizacao de tais assuntos. E blogs como o seu sao muito bom, pois traz informacoes e permite que troquemos experiencias e tiremos duvidas. Parabens pela iniciativa.

Ana disse...

Hi Claudia,
my name is Ana and I'm 16, I'm Brazilian but I've been living in Qatar for 8 years. I speak portuguese and english but I felt like I would make too many mistakes if I wrote in portuguese so.. anyways, I have been reading through your blog and I found your email address and I wrote you an email (claudia.storvik@googlemail.com), I felt like commenting would be too long. I was just looking for some advice, as I might be moving back to Brasil though I'm not sure! I'd be great if you could get back to me on there, thanks!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...